Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

COMEÇANDO POR BORESTE

COMO ENTRAR NA NAVEGAÇÃO DE LAZER COM O PÉ DIREITO

Se no último verão você andou visitando marinas, feiras náuticas ou se encantou com alguma lancha deslizando por nossos mares azuis, é porque breve você pretende adquirir um barco para lazer, certo? Ao contrário do que você anda pensando, ter um barco de lazer não é caro (há barcos para todos os bolsos!) e sua condução é muito mais fácil do que um automóvel. A burocracia para registrar um barco e obter uma carteira de habilitação náutica é muito simples, além do fato de que o mar não tem pedágios nem engarrafamentos e barcos não pagam IPVA. Se você se encanta com a visão do mar visto a partir de terra, saiba que a visão da terra, vista do mar, é ainda mais fantástica. E esta vista está reservada somente para aqueles que ousam adquirir e conduzir um barco de lazer, seja ele uma lancha, veleiro, bote inflável, etc. Se você se encanta e vibra de felicidade quando fisga um minúsculo papa-terra na beira da praia, saiba que enormes e maravilhosos peixes esperam por você longe da praia, lá na imensidão azul do mar. Portanto, se você anda pensando em adquirir um barco para seu lazer ou de sua família, seguem algumas dicas para iniciantes:

– Selecione o barco de acordo com a finalidade futura, pois há barcos somente para lazer, para pesca esportiva, etc. Uma lancha somente para lazer dá mais prioridade para o item conforto como bancos estofados, som, ar condicionado, etc. Já uma lancha para pesca esportiva é mais espartana e prioriza a facilidade de pesca, condução de iscas, transporte de pescados, suporte para varas, etc.
– Avalie também qual o número máximo de pessoas que pretende ter a bordo no futuro.
– Faça uma verificação do problema de onde vai guardar o barco. Poderá optar por guardar na sua própria casa sobre a carreta do mesmo ou numa marina ou iate clube da região.
– Selecione o barco também de acordo com a área futura em que pretende navegar, da seguinte forma:
a) áreas abrigadas (baías, enseadas, lagoas, praias, rios, canais, etc). São os barcos com até 16 pés de comprimento (5 metros);
b) área costeira (até 20 milhas da costa). São os barcos com mais de 18 pés de comprimento, preferencialmente;
c) área oceânica (+ de 20 milhas da costa). Preferencialmente barcos com mais de 35 pés de comprimento. Para cada área há um tipo de barco mais adequado. Como exemplo, cito o fato de que um barco com menos de 5m de comprimento não pode legalmente navegar em área costeira ou oceânica. Este critério de escolha será também muito importante para definir a potência do futuro motor.
Feito isto, agora defina se pretende comprar um barco novo ou usado e nesta hora, se a decisão for por um usado, a assessoria de um técnico em motores será essencial. Optando por um barco novo, você terá as mesmas garantias de um automóvel.
Feita a escolha e a compra do barco, siga agora os seguintes passos:
– providenciar seu registro (barcos novos) ou transferência de propriedade (barcos usados) na Capitania dos Portos de sua região. Este órgão funciona como se fosse o DETRAN do mar e realiza também a fiscalização da atividade náutica de lazer. Para tal, será necessário escolher um nome de batismo para seu barco.
– O registro ou transferência de propriedade pode ser feito pessoalmente pelo proprietário ou por um despachante marítimo de sua confiança.
– Para registrar, leve nota fiscal do casco e do motor, cópia de seus documentos pessoais (RG e CPF) e um atestado de residência. Antes, porém, providencie o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais (DPEM) em qualquer banco ou Despachante Marítimo.
– Para transferir propriedade leve o Recibo de Compra e Venda fornecido pelo vendedor, com assinatura reconhecida em Cartório e também cópia de seus documentos pessoais e atestado de residência.

Agora que seu barco já está legalizado você precisará se habilitar e talvez esta seja a parte mais importante, pois está relacionada à segurança do barco e de seus passageiros. É nesta ocasião que você vai se familiarizar com as coisas do mar, com a arte de navegar.
Para isto você precisará frequentar um bom curso de arrais amador (navegação em áreas abrigadas) ou Mestre amador (área costeira), onde então você conhecerá o verdadeiro mundo náutico de lazer. Aprenderá tudo sobre material de salvatagem, legislação náutica, partes de um barco, arte de conduzir um barco, sinalização náutica, meteorologia, navegação, etc. Após o curso você então se submeterá a uma prova na Capitania dos Portos (somente prova escrita, com 40 questões) para obter sua carteira de habilitação náutica.

You must be logged in to post a comment Login